Páginas

sábado, 26 de maio de 2012






TEU PAI É RICO



Myrtes Mathias


Bem posso compreender

O teu desejo de ser rico,

Não tanto para teu próprio conforto,

Como para responder a estes mil pedidos de ajuda que te chegam aos ouvidos

E te atormentam o coração.

Como Pedro e João,

Não tens prata, nem ouro;

No entanto,

Eu te asseguro que és rico:

O verde do mar, o dourado da areia,

O azul do céu,

A beleza da flor,

A ternura do amor, tudo é teu.

O ar, a água, o sol, o luar.

O privilégio de sorrir,

O direito de sonhar,

A liberdade de partir,

A alegria de voltar,

Tudo isto te pertence,

Sem que precises pagar.



Além desses bens terrenos,

Grande é o tesouro que tens:

Lá no fim do teu caminho,

Se abrem as portas dos céus.

E as promessas do Senhor, nas horas de solidão?

E o sentimento de paz, que vem depois do perdão?

Meu irmão, como tu és rico!

Como és rico, meu irmão!



Repete aos que te cercam

As palavras proferidas pelo grande pescador:

__ “Não tenho prata, nem outro, mas o que tenho, isso te dou; uma palavra que levanta minha mão e meu amor.

Com os lábios e com atos

Faze tuas estas palavras

E trarás o céu aqui.

Pois este isso é o tudo

Que Deus quer que distribuas, que o mundo espera de ti.



O amor é uma estranha fonte,

Quanto mais dá, mais produz; distribui a todo instante,

Com aqueles que te rodeiam, a chave que move o céu,

Os bens que te dá Jesus.

Àqueles que esperam em ti abre os braços e o coração;

Já agora não tens desculpa, pois bem sabes que és herdeiro, filho de um Pai que é rico,

Muito rico, meu irmão!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br